quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010



ENCONTROS COM A CRUZ

Atraídos pelo imenso amor do Pai, temos nosso primeiro encontro com a cruz. Jesus morrendo em meu lugar. A semente da salvação entra, ela é perfeita, mas que tipo de solo nos somos?

Em Mateus cap. 13:1 a 9 e19 a 23 Jesus explica sobre a parábola do semeador. Precisamos rever que tipo de solo somos nós. Não é mais tempo de se justificar ou culpar outros pelos nossos problemas. O que tenho visto é a Igreja cheia de crentes que não querem morrer para si mesmos. Todos estes solos descritos por Jesus: beira do caminho/não entende a mensagem do Reino e o maligno arranca o que foi semeado. Solo rochoso/ouve a palavra e se alegra, mas quando vem tribulação e perseguição por causa da palavra, logo a abandona. Solo cheio de espinhos/ouve a palavra, mas a preocupação desta vida e o engano das riquezas o sufocam tornando-o infrutífero. Solo fértil/este é o que ouve a palavra e a entende, e dá uma colheita de cem, sessenta e trinta por um. Alguns destes vivem entrando e saindo da Igreja. A “culpa” é sempre dos outros; Igreja, líderes, irmãos, distancia e etc. Outros são amantes do mundo e apaixonados pelo que no mundo há, são eternos “domingueiros”. Outros ainda, não se integram em nenhum ministério, vivem esperando um convite do pastor e quando se ofertam em algum é apenas para ser pedra de tropeço; ninguém sabe fazer nada direito (só ele sabe só que nunca faz) se concentra nos erros dos outros em vês de suas qualidades e não vêm seus próprios erros.

Um percentual preocupante de apenas 20% demonstra ser a terra fértil. São perseverantes, dedicados, humildes, apaixonados por Jesus e obedientes a sua Palavra, são guiados pelo Espírito Santo e produzem a trinta, a sessenta e alguns poucos a cem. É preciso rever nosso caminhar e deixar o Espírito nos convencer dos nossos pecados e com a ajuda Dele mudar. Precisamos ser solo fértil e produzir a cem!

O segundo encontro com a cruz nós é que morremos. “Estou crucificado com Cristo, e já não vivo, mas Cristo vive em mim. A vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, que me amou e a si mesmo se entregou por mim”.(Gl.2:20)

A morte do ego é processual. A cada dia com a ajuda do Espírito Santo e a aplicação da Palavra à minha vida, me empenho para morrer para mim mesmo de forma que Cristo reine em mim. Quem está reinando? Cristo ou eu? Quem está me guiando? Deus ou a minha vontade?

A cruz passa a ser nosso lugar de descanso: Salmo 91:1 e 2

Nosso lugar de refúgio: Salmo 27

Nosso lugar de viver a excelência da Paternidade de Deus: João 17

Nosso lugar de provisão e prosperidade: Salmo 23/ Efésios 1

Nosso lugar de libertação e livramento: Gálatas 5:16 a 25/Colossenses 1:15 a 23

Santidade e serviço, dons e ministério passam a ser uma realidade em nossas vidas. Estar no lugar onde Deus nos quer e fazer o que Ele nos manda passa a ser nossa prioridade. Viver para fazer a vontade do Pai.

· Correrei para tua cruz

Em nada me glorio

Em nada me exalto

Senão na tua cruz, Jesus

Por tua condenação tenho todas as coisas

E tudo que eu preciso está em ti

Correrei para tua cruz, correrei, não fugirei

Em ti me esconderei

Crucificado contigo estou

Por tuas feridas eu fui curado

Pelo teu sangue eu fui lavado

Pelo teu Espírito fui ressuscitado

E contigo em glória reinarei

Ajuda-me Senhor

A contemplar tua dor

Pois tudo que tenho e tudo que sou

Vem de ti Jesus

Vem da tua cruz então

Correrei para tua cruz correrei não fugirei

Em ti me esconderei

Crucificado contigo estou

(Nívea Soares)

video

2 comentários:

  1. Viste meu blog podemos compartilhar uma séries de revelação.

    ResponderExcluir
  2. uma bençâo essa postagem,é como a palavra diz nos ultimos dias surgirâo homens amantes de sí mesmo,criei uma fraze ao ler uma série de livros sobre a personalidade de Jesus a frase é essa "há pessoas escolhidas por Deus para serem servos anonimos,esse é um chamado sublime pois trata da vontade de aparecer do homem logo nem todo estâo aptos a esse serviço,é necessario ter qualidades que só Deus valoriza pois apena ele o verá.

    (Daniel correia de paula).

    ResponderExcluir