domingo, 28 de fevereiro de 2010

O SHOFAR ESTÁ TOCANDO, VOCÊ ESTÁ OUVINDO?

“Levantai ó portas as vossas cabeças, para que entre o Rei da Glória!

Quem é este Rei da Glória? O Senhor forte e poderoso, O Senhor poderoso nas batalhas.” (Sl.24:7 e 8)

Permita-me fazer uma sugestão; sonde seu coração/seu espírito e veja o que o Senhor tem colocado dentro de ti.

Há um só Espírito e um só Senhor e sua mensagem para a Igreja é uma só. O que vai variar serão a missão e os dons de cada um. Agora vamos ao ponto. Olhando para dentro de ti o que encontrou vindo de Deus?

· Pecados escondidos para serem confessados?

· Uma insatisfação com a sua vida?

· Um chamado para trabalhar para Ele?

· E algumas idéias de como fazer?

Agora perceba também que o inimigo o tempo todo se contrapõe ao que o Espírito Santo está trazendo. Por exemplo; em relação ao pecado, ele diz; não tem nada demais isto é normal, não seja “fanática” e quando você sede ele lhe atormenta com remorso, culpa e acusação. Em relação ao chamado suave de Deus, ele diz; você ainda não está preparada (o), você não sabe fazer isso... E por ai vai.

Quem está vencendo está guerra? “Vivam pelo Espírito, e de modo nenhum satisfarão os desejos da carne. Pois a carne deseja o que é contrario ao Espírito; e o Espírito, o que é contrario à carne”.(Gl.5:16 e17)

Se o Espírito está vencendo esta guerra, então você está ouvindo os toques do shofar de Deus, está sendo treinado e capacitado para viver uma vida sobrenatural, para fazer parte do Exercito do Grande Rei e cumprir a missão final da Igreja: a Grande Colheita de almas.

“ASSIM COMO O PAI ME ENVIOU, EU OS ENVIO”. E com isso, soprou sobre eles e disse: “Recebam o Espírito Santo.” (Jo.20:21 e 22)

Temos o Espírito Santo. Ele habita em nós e tem a missão de entre outras coisas; purificar-nos, ensinar e lembrar os ensinamentos do Senhor. Agora você já parou para pensar nisso? ¬ Assim como o Pai me enviou Eu os envio. Uau...

Será que estamos andando de acordo com esta palavra?

Analise agora como Jesus andou em total sintonia com o Pai. Ele dizia que as palavras que ensinava vinham do Pai. Dizia também que fazia o que via o Pai fazer. Ele recebeu uma missão do Pai e a cumpriu em total dependência de Deus.

Eu e você temos uma missão dada por Deus e Jesus diz; Assim como o Pai me enviou Eu os envio.

Levante a cabeça ó Igreja (eu, você = nós) Ouça o Shofar de Deus!

Comece hoje mesmo a buscar ao Senhor com todo seu coração e se empenhe por viver uma vida santa, totalmente guiada pelo Espírito Santo.

As pessoas tem me perguntado como fazer isso? É simples... Dê o controle de sua vida a Deus! (É ai que muitos recuam. Por favor, não recuem confiem Nele e sejam surpreendidos.)

Levantai ó portas as vossas cabeça, para que entre o Rei da Glória. Quem é este Rei da Glória? O Senhor Forte e Poderoso...

domingo, 21 de fevereiro de 2010

O Senhor dos Exércitos é o meu nome

Quem Deus é para ti?

No salmo 18 o salmista declara “Eu te amo, ó Senhor, minha força. O Senhor é a minha rocha, a minha fortaleza e o meu libertador; o meu Deus é o meu rochedo, em quem me refugio. Ele é o meu escudo e o poder que me salva, a minha torre alta”. Depois ele declara “Clamo ao Senhor, que é digno de louvor, e estou salvo dos meus inimigos”. Em seguida ele começa a falar sobre suas lutas; cordas da morte que o enredaram, das torrentes da destruição que o surpreenderam, cordas do inferno que o envolveram e laços da morte que o alcançaram. Tenho certeza que nenhum de nós passou por isso tudo de uma só vez e que ao passar por um pouco do que ele passou agimos na maioria das vezes sem fé e em completo desespero, agimos totalmente na própria força. Portanto agimos como órfãos abandonados a própria sorte. Que tristeza! Como o coração do Pai sofre em nos ver assim, pois não foi para isso que ele nos fez. Ele é Pai e não nos abandona jamais! Tudo o que precisamos fazer é agir como o salmista “Na minha aflição clamei ao Senhor; gritei por socorro ao meu Deus. Do seu templo ele ouviu minha voz; meu grito chegou à sua presença, aos seus ouvidos”. Os versículo 7 ao 20 Descrevem a providencia e o agir de Deus ao clamor do salmista. Do 21 ao 50 a relação de total dependência, temor de Deus e intimidade com o Senhor ficam evidentes.

Este é o desejo do coração do Pai. Filhinhos dependentes, cheios de amor, de fome de comunhão e da sua intimidade.

Por favor, irmãos vamos buscar o colinho do Pai. A intimidade do Senhor é o tesouro de maios valor. Ele quer revelar sua intimidade, seus planos para nós e através de nos.

Muitas pessoas me dizem “eu quero pastora, mas não consigo!” O engano de todas estas é achar que precisa merecer ou se esforçar muito para ter o direito as promessas e o amor do Pai. O que precisamos na verdade é se deixar amar e ser conduzidos pelo Espírito Santo. Ouvi-lo e obedecê-lo.

Quanto do seu coração é de Deus? Quanto do seu tempo é de Deus? Quem é o 1º na sua prioridade? Quando você acorda quem ocupa seus pensamentos? Suas preocupações, pessoas que você ama ou a sua agenda?

É tempo de por DEUS em 1º lugar. Que Ele reine absoluto!

No coração de muitos está é a intenção, mas não basta. Tem que ir além de intenção, é preciso ter disciplina, determinação e perseverança no estudo da Palavra, na oração e em viver com Deus e por Ele. Quando adoração se torna estilo de vida e obedecer a Deus deixa de ser um esforço e passa a ser um prazer e uma honra então sabemos que estamos no centro da vontade de Deus.

Ele mandou que eu te relembrasse: EU SOU O SENHOR DOS EXERCÍTOS ESTE É O MEU NOME deixa-me cuidar de ti.

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010



ENCONTROS COM A CRUZ

Atraídos pelo imenso amor do Pai, temos nosso primeiro encontro com a cruz. Jesus morrendo em meu lugar. A semente da salvação entra, ela é perfeita, mas que tipo de solo nos somos?

Em Mateus cap. 13:1 a 9 e19 a 23 Jesus explica sobre a parábola do semeador. Precisamos rever que tipo de solo somos nós. Não é mais tempo de se justificar ou culpar outros pelos nossos problemas. O que tenho visto é a Igreja cheia de crentes que não querem morrer para si mesmos. Todos estes solos descritos por Jesus: beira do caminho/não entende a mensagem do Reino e o maligno arranca o que foi semeado. Solo rochoso/ouve a palavra e se alegra, mas quando vem tribulação e perseguição por causa da palavra, logo a abandona. Solo cheio de espinhos/ouve a palavra, mas a preocupação desta vida e o engano das riquezas o sufocam tornando-o infrutífero. Solo fértil/este é o que ouve a palavra e a entende, e dá uma colheita de cem, sessenta e trinta por um. Alguns destes vivem entrando e saindo da Igreja. A “culpa” é sempre dos outros; Igreja, líderes, irmãos, distancia e etc. Outros são amantes do mundo e apaixonados pelo que no mundo há, são eternos “domingueiros”. Outros ainda, não se integram em nenhum ministério, vivem esperando um convite do pastor e quando se ofertam em algum é apenas para ser pedra de tropeço; ninguém sabe fazer nada direito (só ele sabe só que nunca faz) se concentra nos erros dos outros em vês de suas qualidades e não vêm seus próprios erros.

Um percentual preocupante de apenas 20% demonstra ser a terra fértil. São perseverantes, dedicados, humildes, apaixonados por Jesus e obedientes a sua Palavra, são guiados pelo Espírito Santo e produzem a trinta, a sessenta e alguns poucos a cem. É preciso rever nosso caminhar e deixar o Espírito nos convencer dos nossos pecados e com a ajuda Dele mudar. Precisamos ser solo fértil e produzir a cem!

O segundo encontro com a cruz nós é que morremos. “Estou crucificado com Cristo, e já não vivo, mas Cristo vive em mim. A vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, que me amou e a si mesmo se entregou por mim”.(Gl.2:20)

A morte do ego é processual. A cada dia com a ajuda do Espírito Santo e a aplicação da Palavra à minha vida, me empenho para morrer para mim mesmo de forma que Cristo reine em mim. Quem está reinando? Cristo ou eu? Quem está me guiando? Deus ou a minha vontade?

A cruz passa a ser nosso lugar de descanso: Salmo 91:1 e 2

Nosso lugar de refúgio: Salmo 27

Nosso lugar de viver a excelência da Paternidade de Deus: João 17

Nosso lugar de provisão e prosperidade: Salmo 23/ Efésios 1

Nosso lugar de libertação e livramento: Gálatas 5:16 a 25/Colossenses 1:15 a 23

Santidade e serviço, dons e ministério passam a ser uma realidade em nossas vidas. Estar no lugar onde Deus nos quer e fazer o que Ele nos manda passa a ser nossa prioridade. Viver para fazer a vontade do Pai.

· Correrei para tua cruz

Em nada me glorio

Em nada me exalto

Senão na tua cruz, Jesus

Por tua condenação tenho todas as coisas

E tudo que eu preciso está em ti

Correrei para tua cruz, correrei, não fugirei

Em ti me esconderei

Crucificado contigo estou

Por tuas feridas eu fui curado

Pelo teu sangue eu fui lavado

Pelo teu Espírito fui ressuscitado

E contigo em glória reinarei

Ajuda-me Senhor

A contemplar tua dor

Pois tudo que tenho e tudo que sou

Vem de ti Jesus

Vem da tua cruz então

Correrei para tua cruz correrei não fugirei

Em ti me esconderei

Crucificado contigo estou

(Nívea Soares)

video

domingo, 7 de fevereiro de 2010

Este foi um cântico espiritual liberado na Santa Convocação dia 06.02.2010

Clamor no céu

Há um clamor no céu; Vem orar vem pro meu altar.

Isaías disse; no ano da morte do Rei Urias eu vi o Senhor. Este é o tempo de morrer para si mesmo para que minha Glória seja derramada sobre ti.

Há um clamor no céu; Vem orar vem buscar-me no altar.

Elias na direção de Deus reformou o altar e clamou, o fogo do céu desceu. Vem reformar teu altar, vem por sacrifício no altar. Meu fogo vai descer te consumir te incendiar.

Há um clamor no céu; Vem orar procura meu altar.

Como Ana clamou e chorou vem e entrega-me teu opróbrio, tua vergonha e tua angustia. Esvazia-te diante de mim. Há um Samuel para ser entregue; é o teu coração quebrantado e rendido em obediência a mim.

És minha arca esvazia-te para que eu possa encher-te com minha glória e diante de mim as Nações se renderão.

Há um clamor no céu; Vem orar vem buscar-me no altar.